PREFEITURA DE BARCARENA VALORIZA ESPORTE PARALÍMPICO


PREFEITURA DE BARCARENA VALORIZA ESPORTE PARALÍMPICO
PREFEITURA DE BARCARENA VALORIZA ESPORTE PARALÍMPICO

Três modalidades, 12 atletas, 12 sonhos. De 20 a 25 de novembro, a delegação de atletas paralímpicos de Barcarena vai participar, com apoio da prefeitura de Barcarena, das Paralimpíadas Escolares 2017, o maior evento escolar esportivo do Brasil, que será realizado na cidade de São Paulo. A equipe, formada por estudantes de 12 a 16 anos da rede municipal, quatro técnicos e servidores, que embarca neste domingo, 19, compõe o Projeto Paralímpico Escolar Barcarenense, da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação (Semed).

De acordo com a Secretária de Educação Ivana Ramos, os atletas vão disputar nas modalidades de natação, atletismo e bocha adaptada. Eles estão treinando desde o mês de maio objetivando a profissionalização. Atualmente, além dos preparativos para o Paralímpico, em São Paulo, os jovens também treinam para o Circuito Brasil Loterias Caixa.

“Eu vejo nesse projeto uma possibilidade enorme de que esses atletas se tornem profissionais e que possam representar nosso país fora do âmbito escolar, em Olimpíadas. Barcarena é um celeiro de atletas com possibilidades de crescimento. É uma grande possibilidade para a vida desses alunos. Assim como o prefeito, eu acredito nesse projeto”, enfatiza a Secretária Ivana Ramos.

Em 2016, a delegação trouxe mais de 40 medalhas e a expectativa para este ano é grande: “Estamos bastante ansiosos e confiantes. Somos o segundo município do Estado a levar mais atletas”, conta a professora Magda Cardoso, técnica da equipe de natação. Este ano, essa equipe conquistou o 4º lugar no 8º Circuito de Natação, realizado no mês de junho em Fortaleza.

DESTAQUE – A paratleta Andressa Pinheiro é destaque na natação, sendo a segunda no ranking nacional do Circuito Brasil Loterias Caixa, categoria intelectual, realizado em outubro. “Meu sonho é ser igual a Bia Feres, ou passar dela”, conta a jovem de 14 anos, que, segundo a mãe Andréa Pinheiro, nada desde a infância no rio Murucupi. “Quero chegar em Toronto representando Barcarena e a comunidade Boa Vista”, acrescenta.

O Projeto Paralímpico Escolar Barcarenense existe há cinco anos e visa atender alunos com alguma deficiência física ou intelectual. Atualmente, conta com uma equipe formada pelos professores Rosicleide Sobrinho, Magda Cardoso, Maycle Mendes, Éder Quaresma e Pedro Chaves, além de 25 alunos atendidos. Nesta sexta-feira, 17, a delegação recebeu os uniformes que serão utilizados nos dias de competição. As seletivas para as Paralimpíadas Escolares 2017 foram realizadas no mês de junho.